Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quarta-feira, janeiro 28, 2009

Ao acaso


Quando criança eu brincava
todos os dias, alegremente,
lembranças adocicadas
na cantiga de roda envolvente.
Todo dia, a tardinha,
o sol já estava poente,
chegava minha fada-madrinha
sorria-me docemente.
Somente eu a via,
somente eu a escutava,
a risada tênue harmonia
na minha infância habitava.

(Sissym)

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails

6 comentários:

  1. muito bonito...é uma ótima fase...ser criança...

    ResponderExcluir
  2. Que saudade da infância. Quando crianças, queremos logo ser adultos, quanto adultos sentimos falta dos tempos de criança... hehe

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Deixei uns presentinhos(selos) para você lá no meu blog.

    ResponderExcluir
  4. Bem interessante esta poesia. Realmente, nada como ser criança e se encantar com coisas tão pequenas, criar e recriar histórias e personagens. As vezes dá uma vontade louca de voltar no tempo... Adorei, Sissy! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Sissy,
    Doces lembranças,tempos cheios de riquezas que infelizmente ja perdemos,uma poesia linda,carregada de uma grande nostalgia.
    Um forte abraço,amiga.

    ResponderExcluir
  6. Na época da minha infância eu sonhava, ah como eu sonhava! Se uma parte de meus sonhos não se tornaram realidade, pelo menos eu tive o direito de sonhar. Não existe um período da vida tão bom e tão maravilhoso do que a infância, como é bom a infância! Mas, infelizmente, temos que crescer e virar homem ou mulher.

    Abraços

    Francisco Castro

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada