Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

sábado, maio 09, 2009

...quando a Fada chegou...


Pois devo responder em verso
que foi num alvorecer de maio
aterrizei neste novo universo
e foi somente início de ensaio

Nasci num ano (1964) conturbado
no mês das mães, noivas e flores
saudoso domingo muito festejado
tive ao redor muitos aduladores

Meu velho pai afirmava ser abençoada
que jamais deixasse de rogar por nós
em nome de Nossa Senhora Auxiliadora
e por todos fosse sempre a porta-voz

Ainda criança e tímida, eu era sapeca
Os olhos sempre atentos e brilhantes
Morria de rir das travessuras moleca
O conhecimento me deixava radiante

Pois desde pequena eu gostava de ler
assim como Clara Luz que tinha idéias
inventar, brincar e deixar acontecer
idéias inocentes daquela Fada sem Fim.

Em agradecimento ao Max Costa
por Sissym

Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails

5 comentários:

  1. Sissym,

    Mais uma vez um belo poema. Desta vez sobre uma fada encantadora, além da conta !

    Adoro descobrir o que está implicíto num texto, e neste eu descobri, junto com o que eu conheço de ti, uma pessoa adulta que tem em si, ainda bem, a criança que foi.

    Um abraço carinhoso,

    Nelson

    ResponderExcluir
  2. Sissym,

    Vc mais uma vez me surpreende e emociona com seus textos.

    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Sempre apaixonada pela vida.

    Parabéns.

    ResponderExcluir
  4. Sissy my darling,
    I am thankful everyday that this fairy was born! You will always be my favorite poet and mystical princess!
    Love,
    Craig

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada