Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

quarta-feira, agosto 11, 2010

OMNIBUS - uma palavra infantil


A minha filha começou a falar bem cedo. Normalmente era fácil entende-la, o seu vocabulario era impressionantemente enriquecido. Eu e o pai dela sempre tivemos o cuidado de falar correto com ela. Claro, existiam algumas palavras mais complicadas de serem pronunciadas quando já se expressava com desenvoltura. Por incrível que pareça, falar o nome dela era muito complicado e eu pensei que era fácil! Laura!

Ela se auto-denominada Lóla (ó aberto mesmo).

Então percebi na escolinha que os amiguinhos tambem tinham a mesma dificuldade e a chamavam de Lóla.

Uma das palavras mais engraçadas, mesmo se esforçando era: onibus.

Hoje eu dei uma saidinha e vi uma propaganda no vidro traseiro de um onibus e estava escrito bem grande OMNIBUS (etc etc etc).

Então lembrei que o som emitido era mais ou menos assim. Eu não conseguia reproduzir aquela "idioma", o pai quaaase chegava perto. O melhor de tudo era ver a carinha dela rindo depois de suar para que "onibus" saísse de sua boca!

Saudades e lembraças guardadas no coração...


Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails

20 comentários:

  1. Querida amiga Sissym, é sempre muito gratificante lembrar das dificuldades no aprendizado das crianças, muitas coisas ficam marcadas eternamente... sempre estamos pronunciando ou lembrando. Parabéns pela postagem! Abraços e muita paz para você para Lóla!!!

    ResponderExcluir
  2. @Dú Pirollo: Eu estava num carro e um anuncio na traseira de um onibus me fez lembrar dela.
    Se chamava "Omnibus", achei o maximo!

    ResponderExcluir
  3. Ai! deu saudades ds meu quando eram pequenos!!!
    rsrsrs.. ainda tenho um de 5...

    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Sy,

    Meu filho falava "Boiaba" em lugar de "goiaba"!
    Eu adorava escutá-lo falar!
    Ele chamava aquele caminhão q carrega concreto de "caminhão de roda"...

    Vem participar da minha blogagem do memórias! vem aniversariar comigo...

    bjo

    ResponderExcluir
  5. Sissym,

    Acho que o importante é os pais não forçarem a criança a falar certo. Cada criança tem seu tempo e suas dificuldades.
    A filha de meu primo demorou a 'destravar' a língua, levaram a fonoaudiólogo, etc... e nada. De repente, depois de uma viagem, ela começou a falar tudo certinho.

    Na verdade, é bonitinho ver elas pronunciando, mesmo que com dificuldade algumas palavras.
    Belas lembranças...

    ResponderExcluir
  6. @Kassya Mendonça: A minha está com 9, ainda fala coisinhas fofas, queria que a fase de criança fosse eterna...

    ResponderExcluir
  7. @Mylla Galvão: Boas e doces lembranças. Irei sim. Beijos

    ResponderExcluir
  8. @Jurubeba: Eu tenho uma sobrinha que era "muda" até 3 anos e pouco, de repente, após entrar na escolinha, parece ter engolido um grilo falante!

    ResponderExcluir
  9. As etapas de aprendizagem das crianças são fascinantes, quando a gente não se encanta, acaba aprendendo com elas a ver diferente, porque o olhar da criança ver muito além.

    linda lembrança,
    bjs

    ResponderExcluir
  10. @Albuq: Eu sempre estou atenta ao que ela diz, me encanta!

    ResponderExcluir
  11. hehehehehe acho o máximo! Sabe que uma vez por semana faço trabalho voluntário em uma creche como contadora de histórias e é super engraçado, não somente o modo que eles falam, como também interpretam o cotidiano. Tudo para eles é tão fácil de resolver, menos as frustrações. Com os anos aprendemos a conter o choro e isto, será que é bom?
    Lembro quando o meu filho era pequeno e em uma 'discussão' com a sua Dinda, ela disse "se você continuar a fazer isto, vou embora" e ele respondeu "vai não, vou pedir para o meu pai não te levar no ponteiro" e ela questionou "o que é um ponteiro" e ele "oras, é o lugar onde você pega o onzebu"
    A 'discussão' acabou, lógico! com muitas gargalhadas e ele, tadinho, não entendia nada!!
    As lembranças serão as mesmas, mas a saudade cresce na proporção do tempo transcorrido. Vai ver!! Beijus,

    ResponderExcluir
  12. @Luma Rosa: Luma, fiquei imaginando o ponteiro como era e onde ficava! que fofo!

    ResponderExcluir
  13. Oi minha querida que saudade de você!
    Olha só... adorei ler seu post... também me fez lembrar do Diogo falando esta palavra... ele falava ominus.....kkkkkk
    Mas a expressão que até hoje usamos como brincadeira era: acabô deu!.......sempre que acabava algo, qualquer coisa ela falava isto....era muito engraçado!
    Beijo no coração

    ResponderExcluir
  14. Mas o que importa, nunca é ter medo de tentar se expressar...

    Fique com Deus, menina Sissym.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  15. Oiii querida!!!
    q fofura!!! por aqui tem foto da sua filha? fiquei com vontatde de conhecê-la!!
    bjinhus

    ResponderExcluir
  16. @AmoJoias: Tem sim, algumas sobre fadas, o passeio no Pao de Açucar, com a gatinha Lola.

    ResponderExcluir
  17. Criança pequena é muito engraçada! Lembro-me do filho de uma amiga,ouvindo um barulho vindo do lado de fora da casa, falou alto: “u pitero... u pitero...”. A mãe, saindo para ver do que se tratava, olhou e disse: “Ah, também estou vendo o ‘upitero’.” E, o menino, balançando a cabeça, como quem não concordava, insistiu: “Naum, mãe. É u-pi-te-ro...” E, a mãe continuou: “Sim, meu filho, estou vendo o helicóptero!”, ao que a criança sorriu, e disse: “Isso mesmo, mamãe, é u pitero...”
    Meu carinhoso abraço,
    Yolanda

    ResponderExcluir
  18. @Yolanda Hollaender: Eu suspeitava quer seria o helicoptero. As maes aprendem facilmente o que os filhos tentam falar. Alem da expressao verbal, associamos a corporal, isso ajuda a decifrar alguns enigmas! eheheheheh

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada