Thanks for your visit. Comments or contact: sissym.mascarenhas@hotmail.com

terça-feira, setembro 15, 2009

Fale direito com as crianças!

Eu sempre falei corretamente com a minha filha, quando bebezinha eu conversava de maneira mais "maternal" mas sem trocar palavras, inventar, etc... Eu penso que isso foi importante para que ela aprendesse logo a falar e falar bem. Ela sempre teve um vocabulário rico. Outra coisa que sempre eu fiz foi chamar atenção sobre coisas importantes, objetos, imagens, pessoas e lugares, dando nomes corretos, correlacionando a fatos e afins. Quando eu via algum parente falar errado com ela no gênero "tatibitate" rapidamente eu corrigia.

As crianças são capazes de gravar rapidamente as coisas, especialmente as erradas.

Tatibitate é: Uma forma de fala caracterizada pela articulação defeituosa de certas consoantes; é rapidamente superada a menos que os adultos no meio ambiente contribuam para a sua manutenção, usando-a eles mesmos nas conversas com a criança. Em distúrbios graves de comportamento e na esquizofrenia, o paciente pode reverter a esse tipo de fala. (*)

Por volta dos dois anos, a criança tem um vocabulário próprio. Água, por exemplo, pode ser "agu"; e colo, às vezes, é "tóio". Esse modo de falar encanta os adultos, que, muitas vezes, repetem o que a criança diz do modo como ela fala. Isso provoca uma conversa tatibitate, prejudicial à criança.Se seu filho diz "Telo bintá" e você entende que ele quer dizer "Quero brincar", ótimo: vocês estão se comunicando. Mas, ao repetir "bintá" em lugar de dizer "brincar", estará diminuindo a oportunidade de seu filho aprender a falar certo. Chamando o cachorro de "catolo", você não vai ajuda-lo na comunicação com outras pessoas. Falar com a criança desse modo não traz qualquer vantagem para ela. (**)

Vejam este site que e muito interessante:
http://www.gagueira.org.br/index.shtml


Fonte:
Instituto de Neurociência e Comportamento de São Paulo
(*)
Bibiográfica: 0 a 6 anos O primeiro MundoA Aventura de Crescer
(**)



Compartilhe esse artigo:

Related Posts with Thumbnails

14 comentários:

  1. Sissy, You are right. Children are like sponges and absorb everything around them, good and bad. Your daughter is very lucky to have a mother like you...Beijos, Craig

    ResponderExcluir
  2. ótimo post ,devemos falar correto para incetivar o aprendizado

    ResponderExcluir
  3. Concordo com você Sisym, sempre procuramos proceder dessa forma com os filhos e agora com as netas.

    ResponderExcluir
  4. O falar amoroso é uma forma muito produtiva no processo educacional. Um abraço. Drauzio Milagres.

    ResponderExcluir
  5. Sissym,
    Concordo plenamente contigo. Eu também tive sempre esse tipo de comportamento com os meus filhos e acho que é o mais correcto.
    Excelente artigo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. As crianças estão com a estrutura psicológica e linguística em formação, por isso, como diz Rubem Alves, são esponjas que absorvem tudo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Concordo contigo, Sissy. Quando tiver filhos seguirei seu exemplo.
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Muito bom o post! No começo tudo é engraçado, bonitinho, mas devemos ficar alerta sim e ensinar as palavras corretas, pois como vc mesmo citou, o "errado" a criança aprenda rapidinho... e depois fica mais dificil corrigir.
    Beijão

    ResponderExcluir
  9. Concordo com vc Sissym...
    A tirinha do CEbolinha é hilária, mas real...Já ouvi mtas crianças falarem errado! E qdo ia corrigi-las ouvi delas: "Minha mãe fala assim comigo Tia!" Mas sempre insisti na maneira correta de falar!
    Sobre meu post no Ideias... Não é um conto... Mas verdade absoluta! Aconteceu mesmo!!!
    bjão

    ResponderExcluir
  10. Minha amiga querida, to na terra do Mickey!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ele tb tq velho... logo volto e entro no diqa a dia e te responde e te leio com carinho... bjbjbjbjbjbjbjbbj

    CON

    ResponderExcluir
  11. Olá Sissym,
    Excelente artigo. Eis um modelo a ser seguido,
    brilhante.

    Hod.

    ResponderExcluir
  12. Eu concordo com você Sissym, mas uma brincadeirinha ou outra não vai afetar a capacidade intelectual da criança no futuro. Fazendo isso com sua filha todo o tempo, ela vai se tornar uma pessoa chata e arrogante, corrigindo os coleguinhas em qualquer lugar e os constrangendo. Mas,é bom mesmo os pais e parentes não exagerarem nas "caduquices".

    ResponderExcluir
  13. eu acho que a fase mais importante na vida de qualquer é a infancia é onde quase tudo vai ficar impresso no subconsciente

    ResponderExcluir

Recados: sissym.mascarenhas@hotmail.com
Obrigada